Aquele sobre os 26

niver.jpg

E hoje completo mais 1 ano de vida. 26 anos. Quase 30! Saí de casa dos vinte e poucos. Eu gosto de aniversários. Considero um dia em especial, onde somos paparicados, lembrados e até ganhamos presentes. Vejo o aniversário como um recomeço. Um novo ciclo, uma nova fase, onde podemos continuar com os acertos e tentar mudar onde erramos.

Já disse aqui no blog, que quando criança gostava de comemorar aniversários por conta da festa (claro), dos brigadeiros, presentes e balões coloridos. A minha festa favorita foi a dos meus 10 anos. O tema era Mickey Mouse. Foi supimpa. Adoro rever o álbum de fotos. Lembro que convidei vários amigos. Minha última festa organizada pelos meios pais,  foi aos 13 anos (se não me falha a memória).

Na adolescência, em uma fase mais rebelde, não era muito fã em “completar mais um ano de vida”. Adolescente é realmente um bicho esquisito. Só fui me dar conta de que poderia ter dado valor em todo esse ritual, na primeira vez que morei em São Paulo e me vi longe dos amigos da “praia” e da minha família. Foi assim que percebi que passar o aniversário ao lado de quem se gosta é mais divertido e saudável.

Com os avanços midiáticos, quase ninguém anota o aniversário das pessoas na agenda. Lembrar de cabeça então? Ixi. Só dos mais próximos mesmo. Desde a época do velho e bom orkut, é fácil saber quando fulano apagará as velinhas. Eu gosto de abraços sinceros e felicitações verdadeiras. Tenho o hábito de ligar para quem gosto (quando não posso abraçar).  Acho que hoje em dia, é fácil (e cômodo) mandar um recado na timeline do facebook. Como minha timeline é bloqueada, recebo algumas mensagens via inbox mesmo.

Entendo que a vida de muitos seja corrida e tudo mais, mas se você realmente gosta da pessoa, vai dedicar um tempinho para uma ligação, enviar um WhatsApp ou até escrever um e-mail. Mas quem sou eu para julgar o modo em felicitar as pessoas, acho que isso é pessoal e cada um sabe o que faz.

Em tempo: logo chego aos 30. Que bom que meu aniversário caiu numa sexta-feira. Hoje pela noite, viajo para terras Caraguatatubenses. Vou rever os amigos e minha família.

Feliz, 26!

 

Anúncios

Sobre Cléverton Santana

Jornalista e tuiteiro de plantão. Morou praticamente toda sua vida na praia mas seu coração sempre foi da selva de pedras. Fã de séries, cinema e teatro, sempre encontra tempo para ler algum livro. É eclético musicalmente, mas não vive sem Rita Lee, Queen e Legião Urbana.
Esse post foi publicado em 2016, Caraguatatuba, Dicas, Pescador de Sonhos, Pessoal, São Paulo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s