“Somos Tão Jovens” retrata a juventude de Renato Russo

cartaz

Sou um tanto quanto suspeito para falar desse filme por dois motivos.

1º Sou apaixonado pelo cinema nacional.
2º Renato Russo é meu grande ídolo, desde a adolescência.

Mas vamos lá…

Depois de muita espera e ansiedade, está em cartaz em todo o país,  “Somos Tão Jovens”, dirigido por Antonio Carlos da Fontoura, o filme mostra a juventude de Renato Manfredini Júnior (interpretado pelo ator Thiago Mendonça), antes do estouro da Legião Urbana.

De início, o longa retrata um momento difícil da adolescência de Renato, quando recebe o diagnóstico de que era portador de epifisiólise (uma doença óssea rara que consiste na separação da epífise proximal do fêmur). Depois de passar por uma cirurgia, o adolescente ficou um bom tempo de repouso, trancado em seu quarto. Como não podia sair de casa, o jovem aproveitou o tempo “ócio” para ler  e ouvir suas bandas favoritas. Foi a partir desse “ócio criativo”, que surgiram alguns sucessos da então carreira promissora do cantor.

Renato também foi professor de inglês, na tradicional Cultura Inglesa, mas por conta do seu idealismo punk, logo foi demitido. Mesmo cursando Comunicação Social no Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), começou a investir na música, e criou sua primeira banda: O “Aborto Elétrico”, considerada até hoje como uma das primeiras bandas do punk-rock de Brasília.

Sua homossexualidade é tratada de uma forma sucinta e distante, mostrando a paixão platônica de Renato por Flávio Lemos (guitarrista do Aborto Elétrico, personagem de Daniel Passi) e em seguida,  um possível relacionamento  com Carlinhos, interpretado pelo ator Antonio Bento.

A amizade de Renato com Ana Claudia Costa e Pinto, a “Aninha”, vivida por Laila Zaid toma um enredo interessante na história, uma mistura de amizade colorida. Importante lembrar que Ana,  não foi  a única mulher que Renato se relacionou na adolescência. O livro “Renato Russo – O filho da Revolução”, escrito pelo jornalista Carlos Marcelo, conta os vários relacionamentos que o cantor teve em sua juventude (tanto com meninos e meninas). Confesso que chorei na parte em que Renato canta “Ainda É Cedo”, que escreveu para sua amiga, Ana.

Sua personalidade forte e seus questionamentos do país tomam o enredo do longa e mostra que Renato Russo veio para o mundo com o propósito de revolucionar uma geração. Suas letras, sempre com ideologias, mostra o inconformismo do cantor com o Brasil. A imagem do “trovador solitário”, também é retratada, quando o cantor se distancia do mundo.

O filme termina com o começo do sucesso estrondoso da Legião Urbana, quando a banda finalmente saí de Brasília para um show no Circo Voador, no Rio de Janeiro em 1985. Muitas pessoas saíram do cinema traumatizadas, esperando que o filme contasse a história de Renato Russo desde a infância até a morte. Outros, esperavam que o filme contasse a história da trajetória da Legião Urbana. Então, que fique claro: “Somos Tão Jovens”, conta a juventude de Renato Russo e a construção da Legião Urbana, citando ainda diversas bandas do rock de brasília como Plebe Rude e Capital Inicial

Vale lembrar que ainda neste ano, uma das mais conhecidas canções da Legião Urbana estará nas telas do cinema. “Faroeste Caboclo”, dirigido por René Sampaio, conta a história do tal João do Santo Cristo (Fabrício Boliveira), que saí de Salvador para viver a vida na tão sonhada Brasília. É em Brasília que João conhece e se apaixona por Maria Lúcia (Isis Valverde) e se envolve com o tráfico de drogas, o que faz que ele fique frente a frente com Jeremias (Felipe Abib). Vamos esperar!

Confira o trailer oficial do filme “Somos Tão Jovens”:

E você? Assistiu o filme? O que achou?

Força, sempre! Até mais 🙂

Anúncios

Sobre Cléverton Santana

Jornalista e tuiteiro de plantão. Morou praticamente toda sua vida na praia mas seu coração sempre foi da selva de pedras. Fã de séries, cinema e teatro, sempre encontra tempo para ler algum livro. É eclético musicalmente, mas não vive sem Rita Lee, Queen e Legião Urbana.
Esse post foi publicado em Cinema, Música e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

13 respostas para “Somos Tão Jovens” retrata a juventude de Renato Russo

  1. Ana disse:

    Vi o filme hoje, é lindo, lindo, lindo. Ai, foi de apertar o coração, que saudade IMENSA de Renato, da banda, que saudade. Realmento ficou o gosto de quero mais… muito mais. Podiam ter feito um filme de 6 horas que não arredava o pé do cinema, mas… É nessas horas que reafirmo meu sentimento de “pena” da juventude de hoje, que padece de bons músicos quanto os dos anos 80/90. Hoje é só azé, pagode, brega,funk. Coitados!

  2. O filme ficou incrível, não esperava nem mais, nem menos. Me emocionei em cada parte, mas realmente a parte de Ainda é Cedo é a mais tocante. Ótima resenha!

    Só vale a ressalva que Renato não estudou na UnB, mas no Ceub 🙂

  3. Muito legal sua resenha sobre o filme, fiquei com vontade de assistir. Principalmente o “Faroeste Caboclo”, Renato foi um grande idolo da minha adolescencia, uma referencia em inteligencia. Meu maior sonho era ver essa musica retratada em um filme ou mini-série.

  4. Juliana disse:

    Assisti hoje o filme e sai de la simplesmente fascinada. Filme muito bem contado, atores excelentes ( até se pareciam com cada um), as musicas.. o que dizer das musicas? Nunca mais tivemos boa musica como as que o renato nos cantava. Enfim, o filme foi sensacional e concordo com o comentario posterior, se o filme durasse 6 horas, não me importaria.. ” É tão estranho os bons morrem jovens”.. Pena que ele se foi.. Mas feliz por aqueles que ainda o curtem, fui ver o filme com meu tio ( que me apresentou ao legião quando eu era uma menininha), tias, e meu irmão de 17 e primo de 14.. Terão bom gosto musical.. Enfim filme perfeito!!!

  5. Kelcia Lima disse:

    gostei muito do filme, eu também amo o cinema nacional.

  6. Juan disse:

    Na verdade a Aninha não é um personagem que existiu,e sim uma junção de varias meninas que foram importantes para Renato Russo em sua juventude e ninguém sabe ao certo para quem foi composta a musica ainda é cedo,nem mesmo Marcelo Bonfá sabe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s