Aquele sobre 2011

Quem diria!O ano já está acabando…

 

 

2011

Para mim, o ano do “amadurecimento”.

Comecei o ano trabalhando em um asilo, como auxiliar administrativo. Sem sombra de dúvidas, foi uma experiência formidável, comecei a dar mais valor nas pequenas coisas da vida.  Ouvir as histórias daqueles que dedicaram uma vida inteira para pessoas que depois os largaram. Infelizmente, meu salário estava atrasado a três meses, e como iria começar a faculdade, tive que recorrer a outro emprego.

Não me arrependo, pelo contrário. Foi ai, que comecei a trabalhar onde iria estudar. Consegui também  concluir o primeiro ano da faculdade, e cursei aquilo que quis desde a adolescência: O Jornalismo. Na faculdade, muito estresse, algumas brigas, mas pessoas especiais que sempre vou levar comigo. Cada da que passa tenho mais certeza daquilo que escolhi para a minha vida inteira.

Em casa, algumas desavenças, mas nada tão grave. Consegui não sair de Caraguá como nos anos anteriores, acho que consegui alcançar alguns objetivos. O futuro, está por vir. Sei que tenho potencial para ir muito longe.

Não namorei ninguém. Mas por um lado foi bom… Não teria tempo para um relacionamento (Não agora)
Não fui tão baladeiro como antes… Na verdade, eu nunca fui baladeiro, mas esse ano, foram poucas as vezes que saí para beber e dançar. O tempo que tive, resolvi ficar em casa.

O cigarro começou a se tornar cada vez mais, meu fiel companheiro.
E eu me arrependo de ter começado a fazer uso dessa porcaria, mas, nos momentos de “estresse” e “tristeza”, ele esteve lá. Tenho metas de parar de fumar, e espero conseguir.

Gostaria de ter viajado mais. Mas não me sobrou tempo e dinheiro 😦

Engordei. (E muito). Não que isso seja um problema, mas não posso negar que estava mais feliz com meu corpo em meados de 2008/2009.
Em resumo, 2011 foi um ano muito bom. Conheci pessoas, me afastei de outras…

Que venha 2012 🙂

(Vou fazer um post com planos para 2012 ok?)

Beijos
clesantana@live.com

Anúncios

Sobre Cléverton Santana

Jornalista e tuiteiro de plantão. Morou praticamente toda sua vida na praia mas seu coração sempre foi da selva de pedras. Fã de séries, cinema e teatro, sempre encontra tempo para ler algum livro. É eclético musicalmente, mas não vive sem Rita Lee, Queen e Legião Urbana.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s